quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Castelos da Escócia











Uma viagem pela Escócia impõe-se.
De grande beleza. Os seus imponentes Castelos, monumentos, Vilas e paisagens verdes.
São umas férias que recordo pela positiva. Ricas de cultura e beleza natural.

Aberdeen, Dundee, Edinburgh, Glasgow, etc.
Os Castelos que podemos visitar em alguns casos e que noutros, por serem privados, só podemos fotografar de longe.
No alto do monte, o Castelo de Edinburgh, imponente, cheio de história. A vista da cidade é daí, muito bela.
A ocupação vem desde o século XVI. Entre outros atractivos estão as jóias da Coroa Escocesa e são das mais antigas da Europa.
A pedra do destino, acento da coroação dos reis da Escócia.
Uma História que merece alguma dedicação, leitura que se pode encontrar com facilidade.
Em Agosto, durante alguns dias, o castelo é palco da festa, parada militar, mais importante.

Dunvegan Castle. localizado na ilha Skye, na costa Oeste da Escócia.
Pertenceu ao Clã Mac Leod.
Foi aberto ao público em 1933 e é um dos mais visitados. Tem igualmente muito para ver, de importante.
A bandeira, feita em seda vinda do Médio Oriente, é datada do século quarto.
As mobílias, do sec. IX são igualmente requintadas e estão bem preservadas.
Aqui, neste Castelo, fazem-se casamentos. Desde que o dinheiro chegue para o seu aluguer...

Castle Stalker Argyll, de Duncan Stewart de Alppin, que o construiu no meio da ilha. Chamada Pedra do Corvo Marinho.
Grande conflitos com visinhos fizeram que o vendesse à família Campbells. Voltaria mais tarde para Stewart que o abandonou em 1780. Transformou-se em ruína e seria restaurado na sua traça original em 1960.

Eilean Donan Castle foi ocupado em 1719 por tropas espanholas, sendo recuperado pela marinha Britânica, mais tarde.
Várias conquistas e derrotas e abandono total, teve esta bela edificação.
Foi restaurado em 1919, incluindo a construção da ponte que lhe dá acesso por terra.
Segundo consta os castelos eram feitos em locais de difícil acesso, no meio de ilhas ou cimo de colinas. As razões nós também conhecemos. Afinal os nossos também eram...

Andando pela Escócia, não vemos somente castelos.
Carneiros peludos e brancos, enchem os campos e atravessam as estradas estreitas.
O cenário é muito bonito e perigoso.
Campos de Golfe são imensos e não é por acaso que todos queremos visitar St. Andrews.
Também o visitei e não dei a tacada obrigatória, ( para recordação), por achar demasiado cara a fotografia...
Contentei-me em observar!
Hoje em dia há pacotes que incluem uma dormida e dia no campo por 169€ .
Este campo, um dos primeiros ( Old Course), tem história e é como que um santuário para os golfistas.

Em Glasgow não se pode perder a casa museu de Charles Rennie Mackintosh. Mantém toda a decoração original.
As paredes com papel decorativo, desenho da sua mulher. Móveis da sua autoria que tão bem conhecemos.
São fabricados actualmente por várias empresas, incluso em Portugal.

Continuando viagem, não podia passar pela Escócia sem ir ver o Lago ( Loch Ness ), a norte.
O famoso, onde aparece o monstro...
Não vi nada por mais que me concentrasse!...
Este mistério vem desde 1595. Alguém viu uma grande serpente atravessando as águas.
Desapareciam animais e pensavam ser obra do monstro.
No século XX, em 1923, Alfred Cruickshank, voltou a dar que falar. Ao ver o tal monstro, filmou-o.
Circularam muitas notícias e fotografias.
De vez enquando voltam à carga e por alguns dias fala-se no monstro do Looch Ness.
Para já é uma fonte de receita turística.
Todas as excursões param e de máquinas preparadas, esperam desapontados, que apareça o monstro...

18 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Obrigada uma vez mais pelo passeio.
Muito lindo esses pontos turísticos.
Quer em paisagem quer como monumentos históricos.
Forte abraço
Mer

Vagamundos disse...

É um dos paises que temos muita curiosidade em visitar.
Bjs

Andradarte disse...

Não quero outra vida...descobri como
viajar barato.
E com guia e tudo.
Gosto de vir aqui.
Beijo

Sônia Brandão disse...

Continuo passeando, de carona, pelo teu blog. E sempre vale a pena o passeio.

bjs

Multiolhares disse...

Bonitas fotos, bonita viagem, penso que o monstro ficará para sempre escondido dos humanos ele sabe que os humanos são desumanos
beijinhos

Eduardo Aleixo disse...

Lindas fotos e texto claro sobre uma terra que eu adoro. Visitei Ednburgh, cidade que me ficou gravada na memória pela sua beleza, sendo o castelo uma joia recuperada, com ruas alegres e esplanadas, descendo para o vale vede. E também visitei St Andrews, onde não joguei golf, mas comprei livros de cristianismo celta e lembro-me da catedral em ruínas. E quanto a Loch Ness, só não fui, porque minha mulher partiu um pé em Edinburgh, quando íamos comprar o bilhete para a viagem. A propósito do monstro, vi, há uns dias, na televisão, uma reportagem sobre uma equipa que construiu um monstro e que foi destinado a ser colocado no lago para os turistas verem a uma certa distância quando passeavam no lago...Claro, pensei, como não tinha pensado nisto?
Um abraço.

Mariazita disse...

Gostei imenso deste post.
Revivi a viagem que fizemos há uns anos, não muitos, com um grupo de amigos.
Estava a ler e a "ver" os locais que descreves, pois andamos pelos mesmos sítios. Até parece que fizemos juntas a viagem :)
Em St.Andrew uma amiga nossa quis por força molhar os pés no mar do norte, acreditas? é doida!!!
As fotos estão óptimas.
Parabéns. Fico à espera da próxima...

Beijinhos
Mariazita

Angela Ladeiro disse...

Se voltarem...quero que saibam que estou feliz, com os vossos comentários e a atenção que mostram ter dado ao meu parco texto. Teria muito para contar da viagem mas na hora, temos de escolher, para não ficarmos uns (chatos!). Um abraço amigo ( Ângela )

Gaspar de Jesus disse...

Belissimos apontamentos de viagem!
Parabéns Ângela, você fotografa muito bem!
Beijinhos
G.J.

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Adorei essas fotos.

E encontraste o Monstro de Lock Ness?

xistosa - (josé torres) disse...

Afinal não há monstro, mas uma panóplia de belíssimas fotos e explicação, que por breve, não enfastia, mas prende.
Gostei dos "carneiros peludos e brancos".
Lembro-me de ter lido algo sobre os carneiros escoceses, procurei e encontrei aqui.
Mas parece-me que não são brancos, salvo quando estão nevados, rsss, rsss, rsss.
Desculpe lá deixar sempre a minha marca.

Bom fim de semana.

Vivian disse...

...Angela querida,
que delícia 'viajar' pelo
teu blog e assim explorar
algumas das maravilhas
do mundo.

obrigada, linda!

bjbj

Angela Ladeiro disse...

Caro Xistosa: quando eu vi os carneiros, eram brancos, na maioria!( juro). E com tanta lã que pareciam bolas, bem redondas...a parte mais curiosa, que não contei, é de que se encontravam em grande quantidade, atropelados. Nas bermas das sinuosas estradas. Até comentei...(em Portugal, eram gatos e cães) que se viam pelas bermas. Na Escócia, carneiros. Será pelo aquecimento global que viraram castanhos?!... ou serão os daquela ilha? Mande sempre, eu gosto.

mundo azul disse...

_________________________________


Obrigada, Angela! Através das suas fotos, vou conhecendo tantos lugares...

Essas fotos estão muito bonitas! Você captou o ar misterioso, que as histórias sobre a Escócia nos remete...

Beijos de luz e o meu carinho especial!!!

_______________________________

Daniel Costa disse...

Angela Ladeiro

No fundo, uma maravilhosa lição de hitória, quer pelo bem delineado texto, quer pelas fotos dos castelos.
Daniel

Helena Paixão disse...

Uma excelente reportagem quer pela escrita quer pelas imagens. Magnifico conjunto!

Bjinhos :-)

Dylan disse...

Absolutamente maravilhoso. Um dos meus maiores sonhos é ir às Highlands.

João Videira Santos disse...

Estou vendo que temos viajado pelos mesmos países...
A Escócia é linda. Conheço bem. Fui até Inverness bem lá no norte onde o frio "corta" mas a paisagem é sempre bonita...